SOBRE O CURSO

A sociedade contemporânea despertou nas últimas décadas para a importância da educação infantil, é o que podemos constatar, por exemplo, com a instituição da nova Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB que declara a educação infantil como a primeira etapa da educação básica. O que resultou em mais investimento na oferta, promoção e manutenção da educação para todos. E onde se lê “todos”, deve entender literalmente todos. De modo, que a educação especial encontra na educação infantil uma alicerce solido para estender a o acesso à educação a todos, proporcionando a acessibilidade através das adaptações necessária para receber, atender e mantar o aluno especial com toda atenção e, respeito a sua identidade, dignidade e valores..
PÚBLICO ALVO – Graduados em curso superior reconhecido pelo MEC, em qualquer área do conhecimento, com atuação e/ou interesse nas Séries Iniciais do Ensino Fundamental, interessados em atualização de conhecimentos e qualificação profissional.

ESTRUTURA CURRICULAR
  1. INTRODUÇÃO AO EAD– 15h/a

Fundamentos teóricos e metodológicos da Educação a distância; Ambientes virtuais de aprendizagem; Histórico da Educação a Distância; Avaliação em ambientes virtuais de aprendizagem apoiados pela Internet.

  1. METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO- 20 h/a

Métodos e Técnicas para a investigação de uma pesquisa científica. Etapas de uma Pesquisa. Instrumentos técnicos operacionais para investigação, definição e ordenação temática.

  1. DIDÁTICA E METODOLOGIA DO ENSINO SUPERIOR– 20h/a

Discutir as exigências atuais para atuação docente superior; reconstruir uma breve trajetória da gênese histórica da Didática; debater os aspectos multidimensionais da Didática e Metodologia do Ensino; refletir sobre a identidade, a mediação e os saberes produzidos no espaço de formação e atuação docente; analisar as finalidades da docência superior; discutir o papel dos professores (AÇÃO) em confluência com os modelos ideológicos; lançar um “novo olhar” sobre as perspectivas do processo de aprender-ensinar.

  1. DESENVOLVIMENTO PESSOAL E PROFISSIONAL– 15h/a

Estudo das questões que envolvem a inserção do sujeito no mercado de trabalho. Estabelecimento de projeto de vida. Competência social. Competência interpessoal. Visão geral sobre gestão de carreira e desenvolvimento de competências. Características do processo seletivo. Independência financeira. Conceito de Relação Interpessoal. Conceito e aplicação da Neurolinguística no Relacionamento Interpessoal As competências que mais impactam a carreira em Educação. Avaliação 360 graus de competências. Roteiro e metodologia para a confecção do planejamento de carreira.

  1. FUTURO, TECNOLOGIAS E TENDÊNCIAS NA EDUCAÇÃO – 20h/a

Visão geral sobre os conceitos de futuro, tendências e seus impactos na Educação. Estudo das ferramentas prospectiva e timelines (Linha do tempo) de futuro. Como a Educação está e continuará sendo transformada pelas novas tecnologias e perfil das novas gerações. Metodologias e recursos motivacionais adequados à nova realidade geracional. Introdução a Tecnologias Emergentes em Educação. Como serão as profissões e Educação no futuro.

  1. NEUROCIÊNCIA APLICADA À EDUCAÇÃO – 40h/a

Estuda o cérebro e suas relações morfológicas e funcionais relacionadas aos processos de aprendizagem, memória e técnicas de estudo. Analisa os processos atencionais e sua importância no rendimento nos estudos.

  1. PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO DE ENSINO – 40h/a

Concepções de planejamento de ensino. O planejamento participativo na escola. O processo de planejamento e desenvolvimento de ensino. Planejamento estratégico. Tipos de plano: componentes básicos. Ações interdisciplinares. Pressupostos teóricos e metodológicos da avaliação. Tipos, métodos e instrumentos de avaliação. Avaliação escolar e institucional no contexto do sistema educacional brasileiro. Avaliação no contexto da metodologia ativa.

  1. DIVERSIDADE E INCLUSÃO EDUCACIONAL – 40h/a

Multiculturalismo: o enfrentamento da diversidade cultural na escola, compreendendo a constituição da sociedade em sua pluralidade. A diversidade cultural na legislação brasileira. A desconstrução de discursos e conceitos em relação às questões raciais. A escola como espaço para a construção de relações interculturais. O enfrentamento de estereótipos e preconceitos, discriminações e racismos, bem como os processos de inclusão e exclusão social e institucional das pessoas diferentes. Diversidade e currículo e as práticas educativas dos professores. O currículo e sua visão democrática. Estratégias pedagógicas frente à diversidade cultural. A escola e o pluralismo cultural e currículos multiculturais no estabelecimento do respeito às diferenças.

  1. DIDÁTICA E CURRÍCULO NA EDUCAÇÃO INFANTIL– 40h/a

As modalidades organizativas do cotidiano escolar: o planejamento e as etapas de organização e execução. A didática e seus elementos metodológicos: suas dimensões filosóficas, epistemológicas e psicológicas. Currículo: os diferentes paradigmas no campo do currículo. As tendências tradicionais, crítica e pós-crítica. O processo de seleção, organização e distribuição do conhecimento. Conhecimentos conceituais, atitudinais e procedimentais. O ato educativo e o espaço da sala de aula.

  1. EDUCAÇÃO, ARTE E CORPOREIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL -30h/a

Educação, Arte e Corporeidade: relação entre educação, arte e corporeidade. Educação sensível. Conceitos sobre arte e corporeidade. O ensino das artes. A arte como campo de conhecimento. Arte, afeto e educação. O corpo como linguagem da arte. Movimento e ludicidade como campos da educação. A arte e o corpo na escola. Educação como linguagem da expressão artística. Aprender a criar, a apreciar e se comunicar por meio das artes.

  1. METODOLOGIA DA ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO . -30h/a

Aquisição e desenvolvimento da escrita. Análise das palavras e de suas relações e identificação das unidades menores do que a palavra. Concepções das crianças para interpretar a base alfabética da língua escrita. Relações oral-escrito e processo de alfabetização: o sistemático e o normativo. Práticas de ensino da leitura e escrita, considerando aspectos culturais, cognitivos, discursivos e de textualização. Identificação das coerções impostas pelos padrões da escrita como instrumentos para a proposição de estratégias de revisão de textos. Projeto didático para a abordagem discursiva da oralidade, a leitura e a escrita nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental. Aquisição e desenvolvimento da escrita. Análise das palavras e de suas relações e identificação das unidades menores do que a palavra. Concepções das crianças para interpretar a base alfabética da língua escrita. Relações oral-escrito e processo de alfabetização: o sistemático e o normativo. Práticas de ensino da leitura e escrita, considerando aspectos culturais, cognitivos, discursivos e de textualização. Identificação das coerções impostas pelos padrões da escrita como instrumentos para a proposição de estratégias de revisão de textos. Projeto didático para a abordagem discursiva da oralidade, a leitura e a escrita. A nova BNCC e o processo de letramento.

 

  1. DEFICIÊNCIA AUDITIVA/SURDEZ: FUNDAMENTOS E ADEQUAÇÕES METODOLÓGICAS, CURRICULARES E LIBRAS – 35h/a

Deficiência auditiva/surdez: histórico. Educação de surdos no Brasil. Conceituação de deficiência auditiva. Tipos de surdez. Principais tipos de distúrbios auditivos. Causas da deficiência auditiva. O desenvolvimento da linguagem. A linguagem e o pensamento segundo Vygotsky. Piaget e Vygotsky e o desenvolvimento da linguagem. Aparelho auditivo. Benefícios que o aparelho auditivo traz ao usuário. Educação de surdos de acordo com Vygotsky e Skiliar. Processo de construção da alfabetização da criança surda. A declaração de Salamanca e a inclusão dos surdos na escola. Metodologia de trabalho com a criança surda. A LIBRAS . Introdução a LIBRAS. Avaliação da aprendizagem. Avaliação de texto elaborado pelo aluno surdo.

  1. LÍNGUA DE SINAIS – 40h/a

LIBRAS, sua importância como primeira língua ao povo surdo. As fases que antecedem ao bilinguismo: oralismo e comunicação total. A declaração de Salamanca: direito de educação para todos, em especial ao respeito às peculiaridades das pessoas com necessidades especiais. A inclusão no ambiente escolar no Brasil. A importância do intérprete de LIBRAS. A informática como aliada à educação de surdos. A oficialização de LIBRAS pela comunidade surda no Brasil: mudança de paradigmas (da visão clínica-patológica à cultura surda). Os surdos no mundo. Considerações sobre os surdos. Educação inclusiva. O intérprete de LIBRAS. Escrita de LIBRAS – Signwriting. Os parâmetros da língua de sinais: a dactilologia, a orientação espacial, expressão gestual, a expressão facial e corporal. História da linguagem de sinais. Características próprias das línguas de sinais.

  1. ALTAS HABILIDADES: FUNDAMENTOS E ADEQUAÇÕES METODOLÓGICAS E CURRICULARES – 35h/a

Regulamentação da educação Inclusão para altas habilidades. Conceito de altas habilidades. Dimensões da inteligência segundo as diretrizes da política nacional de educação especial. Características de uma pessoa com altas habilidades. Metodologias de intervenção. Programas de enriquecimento: por níveis. Programas de segregação. Escolas especializadas. Salas de recurso. O papel da família no desenvolvimento de crianças superdotadas. O professor de alunos com altas habilidades.

  1. DEFICIÊNCIA VISUAL/CEGUEIRA: FUNDAMENTOS E ADEQUAÇÕES METODOLÓGICAS E CURRICULARES – 35h/a

A deficiência visual/cegueira: histórico. Fundamentos teórico-metodológicos na área da deficiência visual. Prevenção da deficiência visual. Sintomas e sinais mais comuns de alterações visuais. Desenvolvimento da criança com deficiência visual. A visão e sua interferência no desenvolvimento motor. Adequações curriculares para alunos cegos e com baixa visão. A importância da integração sensorial no processo pedagógico e a utilização de recursos de acesso ao currículo. Utilização de recursos: ópticos e não ópticos. Complementações curriculares específicas: atividades de vida autônoma e social; processo de alfabetização da pessoa cega (Braille); soroban – leitura e escrita de números no soroban. Orientação e mobilidade: técnica com guia vidente; subir e descer escadas; senta-se em auditórios; passagens estreitas; sentar-se; passagem por portas; troca de lado; aceitar, recusar ou adequar ajuda; locomoção independente e a bengala; locomoção com cães-guia. Rede de apoio à inclusão de alunos com deficiência visual.

  1. DEFICIÊNCIA FÍSICA: FUNDAMENTOS E ADEQUAÇÕES METODOLÓGICAS E CURRICULARES – 35h/a

Caracterização das pessoas com deficiência física: paralisia cerebral; distrofia muscular progressiva; lesão medular; mielomeningocele ou espinha bífida. Como a escola deve receber o aluno deficiente físico. Orientações gerais sobre o aluno deficiente físico. Orientações para o trabalho pedagógico com o aluno deficiente físico. Avaliação escolar do aluno deficiente físico. Objetivos da avaliação da aprendizagem. Tecnologias assistivas para alunos deficientes físicos: uso da informática; adaptações físicas ou órteses; adaptações de hardware; adaptações de software.

 

  1. TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (Optativa com c/h adicional)*

 

Carga Horaria total: 560h/a

Deseja mais informações?
Skip to content