SOBRE O CURSO

No Curso de Pós-Graduação em Educação Especial e Inclusiva, o profissional da
educação encontra todo conteúdo necessário para realizar sua preparação para atuar, eficientemente, nessa área, por meio da formação continuada que promove a atualização dos conhecimentos em relação às diferentes ações e procedimentos que envolvem o processo pedagógico como o currículo, o planejamento, os métodos de ensino, a avaliação
da aprendizagem e a recuperação e adequação dos estudos.

Público Alvo

Professores licenciados em pedagogia ou normal superior; professores da educação
básica; gestores escolares, entre outros profissionais

Estrutura Escolar

INTRODUÇÃO AO EAD – 15h/a
Fundamentos teóricos e metodológicos da Educação a distância; Ambientes virtuais de
aprendizagem; Histórico da Educação a Distância; Avaliação em ambientes virtuais de
aprendizagem apoiados pela Internet.
2. METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO – 20 h/a
Métodos e Técnicas para a investigação de uma pesquisa científica. Etapas de uma
Pesquisa. Instrumentos técnicos operacionais para investigação, definição e ordenação
temática.
3. DIDÁTICA E METODOLOGIA DO ENSINO SUPERIOR – 20h/a
Discutir as exigências atuais para atuação docente superior; reconstruir uma breve
trajetória da gênese histórica da Didática; debater os aspectos multidimensionais da
Didática e Metodologia do Ensino; refletir sobre a identidade, a mediação e os saberes
produzidos no espaço de formação e atuação docente; analisar as finalidades da
docência superior; discutir o papel dos professores (AÇÃO) em confluência com os
modelos ideológicos; lançar um “novo olhar” sobre as perspectivas do processo de
aprender-ensinar.
4. DESENVOLVIMENTO PESSOAL E PROFISSIONAL– 15h/a
Estudo das questões que envolvem a inserção do sujeito no mercado de trabalho.
Estabelecimento de projeto de vida. Competência social. Competência interpessoal.
Visão geral sobre gestão de carreira e desenvolvimento de competências. Características do processo seletivo. Independência financeira. Conceito de Relação Interpessoal.
Conceito e aplicação da Neurolinguística no Relacionamento Interpessoal As
competências que mais impactam a carreira em Educação. Avaliação 360 graus de
competências. Roteiro e metodologia para a confecção do planejamento de carreira.
5. FUTURO, TECNOLOGIAS E TENDÊNCIAS NA EDUCAÇÃO – 20h/a
Visão geral sobre os conceitos de futuro, tendências e seus impactos na Educação.
Estudo das ferramentas prospectiva e timelines (Linha do tempo) de futuro. Como a
Educação está e continuará sendo transformada pelas novas tecnologias e perfil das
novas gerações. Metodologias e recursos motivacionais adequados à nova realidade
geracional. Introdução a Tecnologias Emergentes em Educação. Como serão as
profissões e Educação no futuro.
6. A PSICOLOGIA DO COMPORTAMENTO ESCOLAR – 25h/a
Compreender comportamentos e indicar possibilidades oferecidas pela psicologia no
processo de aprendizagem. A concepção de aprendizagem à luz das teorias da
aprendizagem e científica. A Terapia Cognitiva Comportamental (TCC) e sua influência
no relacionamento professor-aluno. Gestão de relacionamento e comportamento escolar
– relações interpessoais. Inteligência emocional. Comportamento em sala de aula, a
questão da indisciplina. Habilidades sociais em sala de aula: relação professor-aluno.
Bullying influenciando o comportamento escolar (sua identificação, efeitos, o papel do
professor em seu enfrentamento). A separação dos pais e a mudança comportamental
das crianças. Os transtornos psiquiátricos/emocionais influenciando o comportamento
do aluno na escola. Dificuldades de aprendizagem ocasionadas pela dislexia, discalculia
e dispraxia.
7. DIVERSIDADE E INCLUSÃO EDUCACIONAL – 40h/a
Multiculturalismo: o enfrentamento da diversidade cultural na escola, compreendendo a
constituição da sociedade em sua pluralidade. A diversidade cultural na legislação
brasileira. A desconstrução de discursos e conceitos em relação às questões raciais. A
escola como espaço para a construção de relações interculturais. O enfrentamento de
estereótipos e preconceitos, discriminações e racismos, bem como os processos de
inclusão e exclusão social e institucional das pessoas diferentes. Diversidade e currículo
e as práticas educativas dos professores. O currículo e sua visão democrática.
Estratégias pedagógicas frente à diversidade cultural. A escola e o pluralismo cultural e
currículos multiculturais no estabelecimento do respeito às diferenças.
8. DEFICIÊNCIA AUDITIVA/SURDEZ: FUNDAMENTOS E ADEQUAÇÕES
METODOLÓGICAS, CURRICULARES E LIBRAS – 35h/a
Deficiência auditiva/surdez: histórico. Educação de surdos no Brasil. Conceituação de
deficiência auditiva. Tipos de surdez. Principais tipos de distúrbios auditivos. Causas da
deficiência auditiva. O desenvolvimento da linguagem. A linguagem e o pensamento
segundo Vygotsky. Piaget e Vygotsky e o desenvolvimento da linguagem. Aparelho
auditivo. Benefícios que o aparelho auditivo traz ao usuário. Educação de surdos de acordo com Vygotsky e Skiliar. Processo de construção da alfabetização da criança
surda. A declaração de Salamanca e a inclusão dos surdos na escola. Metodologia de
trabalho com a criança surda. A LIBRAS . Introdução a LIBRAS. Avaliação da
aprendizagem. Avaliação de texto elaborado pelo aluno surdo.
9. DEFICIÊNCIA VISUAL/CEGUEIRA: FUNDAMENTOS E ADEQUAÇÕES
METODOLÓGICAS E CURRICULARES – 35h/a
A deficiência visual/cegueira: histórico. Fundamentos teórico-metodológicos na área da
deficiência visual. Prevenção da deficiência visual. Sintomas e sinais mais comuns de
alterações visuais. Desenvolvimento da criança com deficiência visual. A visão e sua
interferência no desenvolvimento motor. Adequações curriculares para alunos cegos e
com baixa visão. A importância da integração sensorial no processo pedagógico e a
utilização de recursos de acesso ao currículo. Utilização de recursos: ópticos e não
ópticos. Complementações curriculares específicas: atividades de vida autônoma e
social; processo de alfabetização da pessoa cega (Braille); soroban – leitura e escrita de
números no soroban. Orientação e mobilidade: técnica com guia vidente; subir e descer
escadas; senta-se em auditórios; passagens estreitas; sentar-se; passagem por portas;
troca de lado; aceitar, recusar ou adequar ajuda; locomoção independente e a bengala;
locomoção com cães-guia. Rede de apoio à inclusão de alunos com deficiência visual.
10. DEFICIÊNCIA FÍSICA: FUNDAMENTOS E ADEQUAÇÕES
METODOLÓGICAS E CURRICULARES – 35h/a
Caracterização das pessoas com deficiência física: paralisia cerebral; distrofia muscular
progressiva; lesão medular; mielomeningocele ou espinha bífida. Como a escola deve
receber o aluno deficiente físico. Orientações gerais sobre o aluno deficiente físico.
Orientações para o trabalho pedagógico com o aluno deficiente físico. Avaliação escolar
do aluno deficiente físico. Objetivos da avaliação da aprendizagem. Tecnologias
assistivas para alunos deficientes físicos: uso da informática; adaptações físicas ou
órteses; adaptações de hardware; adaptações de software.
11. CONDUTAS TÍPICAS: FUNDAMENTOS E ADEQUAÇÕES
METODOLÓGICAS E CURRICULARES – 35h/a
Conceituação de condutas típicas. O aluno com condutas típicas: características.
Condutas típicas mais frequentes nas salas de aula: distúrbios de atenção,
hiperatividade, alheamento, agressividade física e/ou verbal, impulsividade, autismo,
neurose, psicose. Estratégias de intervenção. Recomendações para convívio com alunos
portadores de condutas típicas. Atitudes do professor frente ao público com condutas
típicas. Adequações curriculares. Flexibilizações na avaliação. O professor e sua rede de
apoio. Centro de atendimento especializado.
12. ALTAS HABILIDADES: FUNDAMENTOS E ADEQUAÇÕES
METODOLÓGICAS E CURRICULARES – 35h/aRegulamentação da educação Inclusão para altas habilidades. Conceito de altas
habilidades. Dimensões da inteligência segundo as diretrizes da política nacional de
educação especial. Características de uma pessoa com altas habilidades. Metodologias
de intervenção. Programas de enriquecimento: por níveis. Programas de segregação.
Escolas especializadas. Salas de recurso. O papel da família no desenvolvimento de
crianças superdotadas. O professor de alunos com altas habilidades.
13. DEFICIÊNCIA INTELECTUAL: FUNDAMENTOS E ADEQUAÇÕES
METODOLÓGICAS E CURRICULARES – 40h/a
Conceituação do deficiente intelectual. Síndromes: síndrome de Down ou trissomia do
cromossomo 21; síndrome de Asperger; síndrome de Rett; autismo; síndrome de
Tourette; síndrome de Turner; síndrome de Williams. Identificação, análise,
comparação e síntese. Teoria da modificabilidade cognitiva de Reuven Feuerstein.
Feuerstein e a zona de desenvolvimento proximal. Feuerstein e a mediação
sociocultural. Modificabilidade cognitiva. Principais características da mediação.
Programa de enriquecimento instrumental. Instrumentos utilizados no PEI. Análises da
ação mental: o mapa cognitivo. História da deficiência intelectual. LDB.
14. EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA NOVOS CENARIOS – 40h/a
Entender o contexto atual da Educação Especial e Inclusiva. Adentrar no cotidiano da
Educação Especial e Inclusiva. Através de Estudos de Casos adentrar nos Desafios
atuais da Educação especial e inclusiva.
15. LÍNGUA DE SINAIS – 40h/a
LIBRAS, sua importância como primeira língua ao povo surdo. As fases que antecedem
ao bilinguismo: oralismo e comunicação total. A declaração de Salamanca: direito de
educação para todos, em especial ao respeito às peculiaridades das pessoas com
necessidades especiais. A inclusão no ambiente escolar no Brasil. A importância do
intérprete de LIBRAS. A informática como aliada à educação de surdos. A oficialização
de LIBRAS pela comunidade surda no Brasil: mudança de paradigmas (da visão
clínica-patológica à cultura surda). Os surdos no mundo. Considerações sobre os surdos.
Educação inclusiva. O intérprete de LIBRAS. Escrita de LIBRAS – Signwriting. Os
parâmetros da língua de sinais: a dactilologia, a orientação espacial, expressão gestual, a
expressão facial e corporal. História da linguagem de sinais. Características próprias das
línguas de sinais.
16. POLÍTICAS EDUCACIONAIS E ADAPTAÇÕES CURRICULARES – 35h/a
Aspectos da inclusão. Análises sob o ponto de vista da legislação, tendo em vista as
adaptações mínimas necessárias no desenho arquitetônico dos ambientes educativos.
Políticas de inclusão e ambiente educativo. Construindo uma trajetória para uma escola
inclusiva.17. TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (Optativa)*
Carga Horaria total: 490h/a

Deseja mais informações?
Skip to content